Sessão Privada de Observação Astronómica

 

O OAL, integrado na Unidade de Museus da Universidade de Lisboa e com astrofísicos professores universitários, investigadores e estudantes de astronomia, disponibiliza sessões de observação astronómica dirigida a grupos particulares, sejam escolares (turmas, docentes, etc.) ou então familiares, festas de aniversário, empresas, associações, escoteiros, etc.. Estas sessões têm custos e condições  próprias.

Observações astronómicas com o público, no OAL.

Observações astronómicas com o público, no OAL.

Pretende-se motivar os participantes para a Astronomia, fazendo-o de uma forma interactiva. A contemplação do céu, tanto a olho nu como através de telescópios, é sempre encantadora: observar a forma das constelações, estrelas binárias, um ou outro grupo de estrelas; em algumas alturas surgem Júpiter e as 4 luas galileanas, Saturno e os seus anéis, porventura a Lua incrustada de pérolas e, para os mais sortudos, quem sabe, um meteoro.

Telescópios usados nas observações astronómicas.

Telescópios usados nas observações astronómicas.

Nas sessões de observação com os telescópios trazemos para a zona de Lisboa aquele céu que alguns nunca viram, já se esqueceram porque só vêem naquelas férias lá na terra. Assim, realiza-se uma pequena “viagem” por algumas maravilhas que o céu contém mas que a luz urbana teima em esconder. Por exemplo, nas constelações que normalmente surgem no céu, a luz urbana atenua o brilho das estrelas fazendo-as “desaparecer” da abóbada celeste e impedindo o apreciar da sua beleza natural. Com as sessões de observação astronómica, isso torna-se possível.

O que tem sido gratificante, tanto para o público como para quem promove a actividade, é o diálogo constante, directo e desinibido que deambula entre observações. Na verdade, logo ao chegar imerge-se no espírito da iniciativa, usufruindo dos telescópios, observando variados objectos celestes, assistindo a uma dissertação sobre Astronomia por parte do monitor presente. Por todo o lado respira-se Astronomia!

Observação astronómica ao telescópio.

Observação astronómica ao telescópio.

Eis que surgem as questões, tanto sobre o cintilar das estrelas como da aparente imobilidade da face Lunar, ou mesmo da fugaz passagem de uma “estrela” que se desfaz perante os olhos, riscando o céu… Tudo isto e muito mais acalenta o desenrolar de uma conversa estimulante e capaz de expandir os horizontes do conhecimento de cada um.

Venha conhecer o Universo!

 

 

Comments are closed.